Web Tv Castelo - Sua fonte de notícias na cidade

MENU
Logo
Sexta, 24 de setembro de 2021
Publicidade
Publicidade

Castelo do Piauí

Trabalhadores são resgatados sem água, cama e sanitários em Castelo do Piauí e Jatobá

Um adolescente de   de 16 anos estava entre os trabalhadores.

1189
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Grupo Especial de Fiscalização Móvel (GEFM), coordenado pela Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) encontrou, em inspeções realizadas no norte do estado do Piauí, na atividade de extração de palhas da carnaúba,um total de 18 trabalhadores submetidos a condições análoga a de escravos.

Os trabalhadores foram flagrados no município de Jatobá do Piauí e na cidade de Castelo do Piauí. Um adolescente de   de 16 anos estava entre os trabalhadores.

O GEFM realizou o resgate (como se chama o afastamento de trabalhadores submetidos a condições degradantes de trabalho) dos 18 trabalhadores em razão das péssimas condições de trabalho, vida e moradia encontradas.

O primeiro grupo de trabalhadores, não dispunham de alojamento e pernoitavam no meio do mato, embaixo de árvores. O segundo grupo de trabalhadores, estavam alojados em uma pequena casa, que não apresentava condições de habitabilidade e conforto. 

Em geral, todos os trabalhadores estavam sem o registro em carteira de trabalho; não possuíam cama, senão redes que trouxeram de suas casas; não dispunham de armários para guarda de seus pertences. 

Nos locais encontrados ou nas frentes de serviços, não havia nenhuma instalação sanitária, chuveiro ou lavatório e nem local para o preparo, guarda e cozimento dos alimentos, tampouco local adequado para a tomada de refeições. Também não era fornecida água potável aos trabalhadores; e estes não foram submetidos a exame médico admissional e não receberam equipamento de proteção individual.

Fonte/Créditos: Campo Maior em Foco

Créditos (Imagem de capa): Reprodução.

Comentários: