Web Tv Castelo - Sua fonte de notícias na cidade

MENU
Logo
Quinta, 21 de outubro de 2021
Publicidade
Publicidade

Policial

Polícia Civil prende instalador de TV por assinatura que captava imagens íntimas de mulheres, em Santos Dumont

Uma das vítimas é uma menina de apenas 12 anos de idade.

278
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Polícia Civil de Santos Dumont, na microrregião de Juiz de Fora, Minas Gerais, prendeu, em flagrante, um homem suspeito de estar espionando a intimidade de mulheres, em suas residências. Ele agia como instalador de antenas e sinais de tv por assinatura. Na instalação, o suspeito aproveitava a ingenuidade dos clientes e instalava, também, uma câmera de segurança alegando ser um aparelho para captar e amplificar os sinais do satélite, que disponibilizam canais por assinatura.

De acordo com informações da Polícia Civil, o suspeito monitorava a intimidade das mulheres por um aplicativo no celular. Uma das vítimas, uma mulher de 24 anos, desconfiou do aparelho, pois segundo ela, toda vez que saia do banho, o objeto movimentava como se a tivesse seguindo pelo quarto.

“Eu liguei para alguns amigos e questionei sobre o tal aparelho instalado no meu quarto e eles me disseram que era uma câmera e que eu estaria sendo vigiada por ela.”, comentou ao Portal 14B uma das vítimas, que acionou os Policiais da Civil, Willer Guedes e Rogério Gomes.

Os policiais foram à residência da vítima, onde constataram que a mulher estava sendo monitorada. Orientada pelos policiais, a vítima então ligou para o técnico, suspeito do crime, dizendo que o aparelho tinha parado de funcionar. Ao chegar à residência da vítima para efetuar o conserto, o homem foi preso em flagrante pelos policiais.

Durante a prisão, o suspeito liberou o acesso ao seu celular e os policiais encontraram outras vítimas que também estavam tendo sua privacidade violada, inclusive uma menor de 12 anos.

A Polícia Civil, sob o comando do delegado Dr. Cléber Faria, continua a diligência em busca de novas vítimas, e os trabalhos de investigação continuam em busca de mais residências que tiveram vítimas e suas privacidades violadas.

Fonte/Créditos: Portal 14b

Comentários: